Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

O Livro dos Sabores Perdidos, Nicky Pellegrino

Charneca em flor, 10.11.20

20201109_152155.jpg

Gosto muito de acompanhar a Rita da Nova. Adorava conseguir tantos livros como ela mas não tenho a capacidade de concentração dela. No seu blogue, os livros constituem um dos temas recorrentes. A esse nível, a Rita tem sugerido um tema de leitura mensal mas eu nunca tinha aderido. O ano está quase a acabar mas consegui, no mês de Novembro, escolher livros para ler dentro do tema actual, comida. Quando vi o tema, lembrei-me de que tinha 2 livros sobre esse tema, em espera, na prateleira. E foi assim que cheguei a este livro.

Li-o tão depressa que nem houve tempo para o pôr ali na lateral, na secção "Livros do Momento". A história é mais ou menos banal e não é uma obra-prima mas cumpre um dos propósitos da leitura, diverte. Mas também abre o apetite, quer de comida quer de voltar a viajar. A acção passa-se, maioritariamente, numa vila siciliana. Luca Amore gere uma escola de culinária na velha casa da sua Nonna. Ali recebe pessoas de todo o mundo que querem degustar e aprender a confecionar os verdadeiros sabores sicilianos. Desta feita, Luca acolhe um grupo de 4 mulheres muito diferentes que não se conhecem.

"Eis o que Luca não sabe sobre elas: uma esconde um segredo, outra espera voltar a encontrar o amor, outra ainda tenta desesperadamente fugir à sua própria vida e outra já o conseguiu."

Ao longo da leitura deste romance, quase que senti os sabores dos cannollis, dos cornettis, do chocolate, das pastas, dos legumes e de todos os pratos que são descritos ao longo do livro. E são esses pormenores que tornam a leitura agradável e, lá está, saborosa. Para além, de descobrirmos alguns segredos sobre as personagens. Afinal, as pessoas não são lineares, nem sequer na ficção, há sempre uma nova camada para descobrir.

Este livro é uma leitura leve e prazenrosa. "O livro dos Sabores Perdidos" faz-nos passar um bom bocado sendo uma óptima companhia.

"Valerie permaneceu à sombra, com um copo de vinho junto ao cotovelo, vendo Luca fazer massa misturando trigo duro com azeite. Parecia estar nas suas sete quintas sempre que cozinhava, movendo-se com graciosidade e economia de movimentos. Foi um prazer vê-lo amassar a massa até a transformar em placas finas, dobrando-as em seguida e espalhando ricota e molho de tomate sobre cada camada. Depois, espalhou azeitonas negras, grandes, e folhas de espinafres jovens, polvilhadas de sal, por cima. Por fim, com grande destreza, colocou a pesada travessa no forno com uma só mão."

 

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.