Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Sophia, 100 anos

Charneca em flor, 06.11.19

21294287_zfYKN.jpeg

A 6 de Novembro de 1919, nascia aquela que viria a ser uma das maiores poetas da língua portuguesa, Sophia de Mello Breyner Andresen. Há 1 ano que o país celebra o dom desta vida que marcou a nossa cultura comum. As celebrações encerraram-se hoje com um espetáculo no Teatro de São Carlos. O Telejornal da RTP 1 também se associou a esta efeméride terminando  o noticiário com a declamação de um poema por Manuel Alegre e Beatriz Batarda. 

Não era tão bonito se o Telejornal termina-se todos os dias com a suavidade de um poema?

Para Atravessar Contigo o Deserto do Mundo

Para atravessar contigo o deserto do mundo
Para enfrentarmos juntos o terror da morte
Para ver a verdade para perder o medo
Ao lado dos teus passos caminhei

Por ti deixei meu reino meu segredo
Minha rápida noite meu silêncio
Minha pérola redonda e seu oriente
Meu espelho minha vida minha imagem
E abandonei os jardins do paraíso

Cá fora à luz sem véu do dia duro
Sem os espelhos vi que estava nua
E ao descampado se chamava tempo

Por isso com teus gestos me vestiste
E aprendi a viver em pleno vento
              
                                             Sophia  de Mello Breyner Andresen
 

2 comentários

Comentar post