Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Polémica no Prémio Camões

Bolsonaro, assina ou não assina?

Charneca em flor, 10.10.19

Como partilhei aqui, Chico Buarque ganhou o Prémio Camões 2019. Este prémio é atribuído pelos governos de Portugal e do Brasil. É suposto que o galardoado recebe um diploma assinado pelos Presidentes dos 2 países. Marcelo Rebelo de Sousa já o assinou mas Bolsonaro não promete assinar o documento. Aliás, questionado por um jornalista sobre se ia assinar, responde “É segredo” (...) “Até 31 de Dezembro de 2026, eu assino.”

A polémica está lançada. Chico Buarque é apoiante do PT, esteve ao lado de Fernando Haddad nas eleições presidenciais e até visitou o ex-presidente Lula da Silva na prisão.

Já Chico Buarque não está minimamente preocupado. Sobre este assunto, afirmou  "a não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo Prêmio Camões”.

Ao que parece a parte do prémio monetário que cabia ao Brasil já foi entregue por isso o que interessa uma assinatura? O galardoado até agradece. Assim está tudo certo.

Correntes d' Escritas 2019

Charneca em flor, 19.02.19

51813446_2302868236651487_7404221291261067264_n.jp

Apesar de já ter começado no dia 16, só hoje, dia 19, é que foi a abertura oficial do mais antigo festival literário português, o Correntes d' Escritas, na Póvoa do Varzim. Este festival já se realiza há 20 anos e esta edição é a maior de sempre contando com mais de 140 participantes de 20 países. Entre os intervenientes podemos encontrar escritores distinguidos com o Prémio Cervantes, o Prémio Camões ou com o Prémio Leya. Neste festival celebra-se o pensamento, a palavra, os livros, os autores e os leitores. Como este ano se assinala o Centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andersen, a sua poesia será tema de vários debate

Póvoa de Varzim tem provado que é possível organizar excelentes eventos fora dos grandes centros. Há mais Portugal para além de Lisboa e Porto, felizmente.

Só tenho pena de não ter oportunidade de assistir a este festival. Espero que se continue a realizar por mais 20 anos. Pode ser que consiga ir quando me reformar .