Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Casa, D.A.M.A. feat Buba Espinho

Charneca em flor, 28.11.22

Já tinha visto que os D.A.M.A. tinham uma música nova mas, como não é um grupo que me chame muito a atenção, não fui ouvir. Só que quando estava à procura de uma música recente reparei que os D.A.M.A tinham interpretado esta canção com o Buba Espinho.

Quando ouvi a música e vi o vídeo, fiquei assim . O que é que aconteceu aqui?! Digamos que se a Pop e o Cante Alentejano fossem um casal e tivessem uma filha seria esta "Casa". Surpreendente e bonita, esta música. Adorei.

 

 

Boa semana.

"Trompete", Soraia Ramos ft Nenny

Charneca em flor, 07.11.22

Soraia Ramos e Nenny nasceram em Portugal mas têm, ambas, raízes cabo-verdianas. Já tinha ouvido falar da Nenny, uma jovem rapper muito talentosa, mas não conhecia Soraia Ramos. Na passada semana lançaram esta música onde cantam em português, crioulo e ainda umas frases em inglês.

Se percebo tudo o que dizem? Nem por isso mas é impossível ficar indiferente à força que esta música transmite. "Trompete" pode ser um bom hino de empoderamento da mulher africana mas também de todas as mulheres sejam qual fôr a cor da sua pele ou o chão onde estão as suas raízes. E também é boa para abanar o corpito .

 

Arraial Triste, Ana Moura

Charneca em flor, 31.10.22

Felizmente, ainda, é possível cada um ser o que quiser. Ana Moura é um excelente exemplo disso. Depois de uma carreira de quase 20 anos como a fadista mais bem sucedida da sua geração, Ana Moura arriscou reinventar-se. Aliás, a artista semore foi, ao longo dos anos, muito mais do que uma fadista tradicional. Quem não se recorda da sua colaboração com os Rolling Stones?!

Nos últimos anos temos assistido uma mudança mais ou menos gradual que, presumo, tem horrorizado os puristas do fado. Não sei o que terá começado primeiro, a colaboração profissional ou a relação amorosa, mas a verdade é que esta mudança terá algo a ver com Pedro Mafama, seu companheiro e pai da sua filha. No entanto, isso é indiferente. Aquilo que Ana Moura transmite agora já existia dentro dela, só que foi despertado pelos artistas com quem se têm cruzado ultimamente.

Muitos dirão que aquilo que Ana Moura canta agora, já não é fado. Pode ser ou não, mas ninguém pode negar que Ana Moura canta a essência portuguesa.

Aqui fica o novo single,

Ana Moura, continua a ser sempre aquilo que quiseres ser.

Boa semana.

 

Golden Days, Cristóvam

Charneca em flor, 17.10.22

A primeira vez que ouvi falar de Cristóvam foi nos primeiros dias da pandemia. Este jovem músico, compositor e letrista açoriano foi o autor de uma música que se tornou viral, "Andrà tutto bene", uma mensagem de esperança e de homenagem aos profissionais de saúde italianos, os primeiros a enfrentarem a Covid-19 na Europa.

Na altura nem percebi que era português. Só descobri que Cristóvam era açoriano mais tarde quando vi alguns episódios da série Mal-Amanhados - Os Novos Corsários das Ilhas. Só nessa altura é que descobri a sua maravilhosa música.

No sábado passado, ouvi a repetição do programa Concerto de Bolso da TSF e descobri que tinha um novo disco. Ainda não ouvi todo mas gostei muito das músicas que já descobri. 

Assim hoje partilho "Golden Days", um dos seus singles.

 

Boa semana

 

Chamada Não Atendida, Bárbara Tinoco

Charneca em flor, 03.10.22

A rejeição foi o melhor que podia ter acontecido à jovem Bárbara Tinoco em 2018 quando tentou a sua sorte no The Voice. Desde aí descobriu-se uma espectacular cantora e compositora responsável por algumas das mais belas canções dos últimos anos. É o caso do seu novo single, "Chamada Não Atendida", com uma letra que fala daquilo que o amor não deve ser. O vídeo termina de forma um pouco perturbadora, susceptível de inúmeras interpretações.

Boa semana.

Vai lá, Carolina Deslandes

Charneca em flor, 26.09.22

Carolina Deslandes é uma das melhores cantautoras da actualidade. O seu disco "Casa" em que cantava o "amor para a vida toda" foi um caso sério de sucesso. Carolina Deslandes nunca deixou de ser irreverente e transparente sobre a sua vida pessoal. Aliás, muito daquilo que canta é influenciado por aquilo que vive mas também por aquilo que observa e analisa. 

As suas músicas mais recentes já não contam amores felizes porque a vida é mesmo assim. Carolina Deslandes canta o amor como ninguém mas também é mestre em cantar o desamor, infelicidade e a dor.

"Vai lá" é o seu mais recente single. Maravilhosa

 

 

Guerra Nuclear, Marisa Liz

Charneca em flor, 19.09.22

Marisa Liz tinha quase 2 anos quando António Variações faleceu portanto não se lembrará de o ver cantar. Não deixa de ser surpreendente ouvir, agora, Marisa Liz a dar voz a um tema inédito do cantor cuja mensagem é, estranhamente, actual.

Segundo parece a iniciativa de dar a conhecer este tema partiu da própria família do cantor como se pode ler aqui:

"Tendo conhecimento da existência de um tema inédito de António Variações que abordava a temática da ameaça da guerra nuclear, e tendo em conta o contexto atual, a família de António Variações e os seus publishers, Rossio Music, decidiram divulgar este tema, alertando para o "delírio nuclear", sendo ele uma ameaça (verdadeira ou não) cada vez mais presente no dia-a-dia."

Fonte aqui

A interpretação de Marisa Liz está espectacular e há uma surpresa perto do fim

 

Espero que gostem.

Boa semana.