Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Livros de Cabeceira e outras histórias

Todas as formas de cultura são fontes de felicidade!

Juramento eterno de sal, Álvaro de Luna

Charneca em flor, 01.08.22

Esta música já não é nova mas eu ouvi-a, pela primeira vez, recentemente. É uma música que cheira Verão e a férias. Achei que era o tema ideal para assinalar o início do mês de Agosto, mais 2 semanas de férias e também estarei de férias.

Obviamente, também gostei muito do facto do cantor e compositor espanhol, Álvaro de Luna, mencionar Portugal na letra tendo, inclusivé, gravado o videoclip em terras lusas.

Boa semana, seja de trabalho ou férias.

Este Meu Jeito, Elisa

Charneca em flor, 25.07.22

Elisa é uma jovem cantora madeirense que venceu o Festival da Canção em 2020 depois de ter passado por vários concursos de talentos na sua ilha natal. "Este Meu Jeito" é o seu terceiro single que me encantou quer pela frescura da voz quer pela importante mensagem da letra:

"Deste meu jeito que é meu
Desta forma
Venha o fado que eu sambo a morna
Deste meu jeito que é meu
Que é feitio
Só sei que a vida é feita para viver e eu vou viver"

 

Boa semana.

 

Filha da Tuga, Irma

Charneca em flor, 18.07.22

Ao que parece a letra desta música já deu alguma polémica mas isso não interessa nada. Quanto a mim, "Filha da Tuga" encarna a diversidade da sociedade portuguesa bem como a dificuldade que cada um de nós tem em encontrar o seu lugar no mundo, seja qual fôr a nossa história de vida.

Boa semana.

Nuvem, Carolina Deslandes

Charneca em flor, 11.07.22

"Nuvem" é uma das músicas que mais gosto da Carolina Deslandes. É uma canção que fala de saudade mas também de saudade e que a cantautora dedicou a alguém muito especial para ela, o avô. Por opção, ela nunca fez um vídeo para essa música, com grande pena minha. Entretanto descobri este vídeo da RTP e não podia deixar de partilhar esta bonita mensagem convosco.

Dedico a todos aqueles que tiveram que aprender a viver com a ausência de alguém que amavam. 

Boa semana. 

"O corpo é que paga", António Variações

Charneca em flor, 13.06.22

Há 38 anos morria, em Lisboa, o  artista português mais surpreendente de sempre. António Variações teve uma carreira musical de, apenas, 2 anos. Sempre que aparece alguém mais fora da caixa é com ele que se compara. As suas canções são apreciadas até hoje mas ele não sabia uma única nota musical. António Variações foi uma pedrada no charco e continua a ser uma referência.

 

Paz, Carolina Deslandes

Charneca em flor, 28.05.22

Nas últimas semanas, tenho andado mais distraída do que é normal e tenho-me esquecido de partilhar as músicas que me têm surpreendido. Na verdade, o talento de Carolina Deslandes já não me surpreende porque, de música para música, o seu talento agiganta-se cada vez mais. Há uns anos, Carolina cantava o amor par' "A vida toda". Agora canta a dor da separação. E nenhuma destas situações deixa de ser verdadeira, no momento preciso que ela as viveu. Carolina Deslandes canta aquilo que já todos vivemos, de uma forma ou de outra. E com que mestria. 

Bom fim de semana.